domingo, 27 de janeiro de 2013

Plano Alimentar



Minha primeira ação para atingir a meta de 2013 começa pela boca. Li em algum lugar que ter um plano alimentar é algo essencial para a promoção de uma vida saudável. É certo, porém que neste campo não há consenso entre os especialistas sobre o melhor cardápio a seguir. Alguns defendem a eliminação da carne, outros defendem a eliminação do carboidrato e o rol de dietas de emagrecimento está cada vez mais extenso. Há muita informação interessante na web para os que querem adotar uma alimentação saudável. Cabe a cada um escolher o que lhe faz mais sentido.  Meu foco aqui será o de sistematizar os passos que quero colocar em prática durante o ano.


1. Conheça seu corpo


Um bom começo para elaboração do plano alimentar foi procurar saber sobre meu organismo. Tenho orientações médicas muito específicas sobre o que posso ou não comer. O glúten e a lactose são proibidos para mim. Felizmente é fácil encontrar uma grande oferta de pães, bolos e biscoitos sem estes ingredientes. O problema é que estes alimentos são ricos em açúcar e gordura que me causam outros problemas. Algumas pessoas precisam controlar o colesterol ou diabetes e outras têm falta de vitaminas importantes. Essas informações são importantes na hora de elaborar um plano eficiente. Se esse não é seu caso e o que busca é apenas uma orientação geral de bem-estar, sugiro que procure informações junto aos órgãos públicos de saúde ou universidades que divulgam diretrizes já consolidadas pelo tempo.

Esta aqui é uma compilação dos ‘10 Passos para uma Alimentação Saudável’ elaborada pelo Ministério da Saúde em 2008:

  1. Variar o consumo de frutas e verduras. Coma-os cinco vezes por dia.
  2. Coma feijão uma vez ao dia, quatro vezes por semana.
  3. Reduza o consumo de alimentos gordurosos como salsicha, frituras e salgadinhos para uma vez por semana.
  4. Reduza o consumo de sal. Tire o saleiro da mesa.
  5. Faça pelo menos três refeições e um lanche por dia.
  6. Reduza o consumo de alimentos ricos em açúcar para no máximo duas vezes por semana.
  7. Reduza o consumo de álcool e refrigerante.
  8. Coma devagar.
  9. Mantenha seu peso dentro de limites saudáveis
  10. Acumule 30 minutos de atividade física todos os dias.


2. Elabore um cardápio


O cardápio é um modo de ter mais controle sobre o que vai ser comprado e preparado durante a semana. Ele ajuda no orçamento familiar e torna nossas escolhas mais conscientes.

Particularmente gosto da ideia de um cardápio semanal que possa ser repetido sucessivamente durante o mês. Saber que toda segunda vai ter peixe e sábado pizza, simplifica minha vida e num único dia posso fazer uma quantidade X do mesmo alimento para congelar e garantir mais três refeições em semanas diferentes.  

Vou publicar aqui no blog os cardápios no início de cada mês.

Para encerrar um último um lembrete:

“Iniciar com tarefas pequenas, fazer somente uma mudança de cada vez, aproveitar o processo, não se concentrar no resultado e ser grato por cada passo.”  (Leo Babauta)

2 comentários:

  1. Oi, gosto muito do seu blog, estou acompanhando seu processo de organização e seu plano alimentar. Não sou blogueira, mas gosto muito de blogs de organização porque sou bastante desorganizada, meu foco para as coisas é sofrível e começo várias coisas e não termino nada. Acompanho também o Vida Organizada, o Busy Woman e o Minimalizo, acho todos excelentes e vou "pescando" dicas pra minha vida. Obrigada por compartilhar seu processo conosco.
    Abraços
    Kathia

    ResponderExcluir
  2. Oi Kathia, o bom de escrever o AcreditarSimples é que eu passei a me comprometer publicamente com os desafios da organização e isso faz bastante diferença no meu caso. Também leio os blogs que você sitou e concordo, são todos excelentes! São minhas fontes de boas ideias que depois tento colocar em prática e contar por aqui. Um outro muito bom é o vidaminimalista.com. Dá uma olhada acho que vais gostar. Um abraço, obrigada pelo comentário e apareça sempre!

    ResponderExcluir